segunda-feira, 1 de maio de 2017

TIETA (TRILHA SONORA)


RETORNE AO MENU PRINCIPAL

RETORNE AO MENU PRINCIPAL

1989, auge da MPB. Quantas belíssimas canções foram criadas naquele ano!? Quantas interpretes sensacionais embalaram corações através de suas canções!?

Tieta ainda surgiu pegando carona numa época de ouro da MPB, época produtiva, de grandes canções, de qualidade sem igual.

A novela trouxe uma trilha sonora memorável com vários interpretes e belas canções que caíram no gosto popular e nas paradas do sucesso de todo Brasil.

A novela ainda teve uma segunda trilha sonora nacional, assim como em “Roque Santeiro” que seguia o mesmo gênero.

Em 1994, Tieta voltava a ser exibida, desta vez na sessão “Vale a pena ver de novo” e sua trilha sonora foi relançada incluindo as melhores musicas das duas trilhas da novela. A capa era a mesma da trilha 2, com a foto de Betty Faria.

A própria música de abertura: Tieta na voz do cantor Luiz Caldas, virou uma febre nacional. Outras que conseguiram grande destaque foram: Meia Lua Inteira com Caetano Veloso, Tudo que se quer com Emílio Santiago, No Rancho Fundo com Chirãozinho & Xororó, Paixão Antiga na voz de Tim Maia, Amor Escondido na voz de Fagner, Coração do Agreste com Fafá de Belém, Tenha Calma com Maria Bethania, Imaculada com Elba Ramalho e Uma Nova Mulher na voz de Simone.

“Meia lua inteira” faz parte de “Estrangeiro”, álbum de Caetano Veloso, produzido por Peter Scherer e Arto Lindsay e conta com a participação de Naná Vasconcelos , Carlinhos Brown , Bill Frisell e Marc Ribot. Foi um dos melhores álbuns lançados em 1989.

Em 1995, a canção foi regrava pela banda baiana, Chiclete com Banana.

“Meia lua inteira” é tema de locação de Tieta.

“Tudo o que se quer” é uma versão de All i ask of you, feita por Nelson Motta especialmente para a trilha sonora de Tieta e interpretada por Verônica Sabino e Emílio Santiago.

"All I Ask of You" é uma música de Andrew Lloyd Webber para o musical O Fantasma da Ópera. Ele foi lançado como um single pelo Cliff Richard e Sarah Brightman , em 1986.

“Tudo o que se quer (All I Ask of You)” é tema romântico de Leonora (Lídia Brondi) e Ascânio (Reginaldo Faria).

“No rancho fundo” faz parte de “Os Meninos do Brasil”, é um álbum de estúdio da dupla sertaneja Chitãozinho & Xororó, lançado em 1989 e marcado pela estreia da dupla na gravadora PolyGram, aonde se tornaram os artistas de um gênero fora da MPB a venderem mais discos na gravadora em anos. Outros sucessos do álbum foram "Nascemos Pra Cantar", uma versão em português para o hit do country americano "Shambala" de B.W. Stevenson, "Somos Assim", "Brigas", "Página Virada".

No Rancho Fundo é um samba-canção resultado da parceria de Ary Barroso com Lamartine Babo, muito embora a melodia seja uma composição anterior do próprio Ary Barroso, que recebeu então letra de J. Carlos e que foi intitulada "Na Grota Funda". Impressionado com a música, Lamartine Babo escreveu novos versos e a batizou de "No Rancho Fundo", apresentando-a com o Bando de Tangarás no dia seguinte na Rádio Educadora, sem pedir licença ao autor.

Após várias versões feitas ao longo dos anos, como as de Os Maracajás, Miltinho, Isaurinha Garcia, Eduardo Araújo, Francisco Petrônio e Dilermando Reis, a música conseguiu sua mais popular versão em 1989 quando a dupla Chitãozinho & Xororó gravou em seu LP Os Meninos do Brasil, entrando na trilha sonora de Tieta nesse mesmo ano e virando canção que não faltaria nos repertórios dos shows ao longo dos anos.

“No rancho fundo” foi tema do bem dotado Osnar (José Mayer).

“Paixão antiga” faz parte de “Carinhos”, álbum de estúdio do cantor e compositor brasileiro Tim Maia, lançado em 1988, pela Continental.

“Paixão antiga” foi tema de Helena (Françoise Forton).

“Paixão de beata” é uma música de Pinto do Acordeon, composta para a trilha sonora de Tieta. Na verdade, a música teve o primeiro título de “Neném de mulher”, é o que pode ser observado no álbum “A voz do sertão”, de Pinto do Acordeon, lançado em 1989.

Interessado pela música desde a infância e aficionado por acordeão, instrumento em que se tornou um virtuoso, ficou conhecido desde quando fazia parte das apresentações com a trupe de Luiz Gonzaga, o “Rei do Baião”. Gravou seu primeiro LP em 1976 e na atualidade detém em torno de vinte álbuns gravados em seu nome (entre CDs e LPs), já tendo composto músicas para Elba Ramalho, Genival Lacerda, Dominguinhos, Fagner, Os 3 do Nordeste e Trio Nordestino.

“Paixão de beata” foi tema de Amorzinho (Lília Cabral) e Cinira (Rosane Gofman).

“Tieta” fez parte do álbum “Trimbes”, de Luiz Caldas, lançado em 1989.

José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, O Boni, diretor da Globo na época, compôs Tieta e a deu para Luiz Caldas gravar para ser tema de abertura da novela.

“Segredos da noite” é uma música instrumental, composta especialmente para novela, para ser tema da Mulher de Branco.

“Coração do agreste” faz parte do álbum “Fafá”, de Fafá de Belém, lançado pela BMG em 1989.

A música foi composta por Moacir Luz e Aldir Blanc, fazendo um enorme sucesso.

“Coração do agreste” foi tema de Tieta (Betty Faria).

“Eu e você” faz parte do álbum de José Augusto, lançado em 1988 pela RCA Victor.

“Eu e você” foi tema de Elisa (Tássia Camargo).

“Cadê o meu amor”, faz parte do álbum “Kuiré, O Concerto”, do Quinteto Violado, lançado em 1989 pela Philips.

“Cadê o meu amor” foi tema de Carmosina (Arlete Sales).

“Amor escondido” faz parte de “O Quinze”, décimo quinto álbum de estúdio gravado pelo cantor, compositor e instrumentista cearense Raimundo Fagner. O álbum foi lançado em 1989, vendendo mais de 500.000 cópias.

“Amor escondido” foi tema de Carol (Luiza Thomé)

“Por você, com você” faz parte do álbum “Romances modernos”, de Guilherme Arantes, lançado pela CBS em 1989. A música foi tema geral da novela.

“Tenha calma” faz parte de “Memória da Pele”, álbum da cantora baiana Maria Bethânia, lançado em 1989. Foi produzido por ela mesma e por Jaime Alem, parceria que começou nesse disco e continuou pela discografia da cantora até pouco tempo. Outras canções deste álbum que fizeram parte de novelas da Globo, foram "Morena" (em Riacho Doce) e "A Mais Bonita" (em Rainha da Sucata). A cantora Sandra de Sá participa na faixa "Salve as Folhas".

“Tenha calma” foi tema de Tieta (Betty Faria) e Ricardo (Cássio Gabus Mendes).
A trilha sonora de Tieta, volume 2, trouxe outras belas e marcantes canções na voz de grandes interpretes.

“Imaculada” é uma música de estúdio, mas que faz parte de “Elba ao Vivo”, 12º álbum de carreira e primeiro ao vivo da cantora brasileira Elba Ramalho, lançado em 1989.

O disco conta com o registro de três shows da turnê Popular Brasileira, na extinta casa de shows Palace, em São Paulo, nos dias 24, 25 e 26 de Novembro de 1989, com a direção de Jorge Fernando.

Uma curiosidade é que “Imaculada”, veio como uma canção instrumental, que fez parte da trilha sonora de volume 1, de Tieta. As duas versões da música foram tema da personagem Imaculada, vivida por Luciana Braga.

“Uma nova mulher” faz parte de “Simone”, décimo sexto álbum de estúdio da cantora brasileira Simone, lançado em 1989 pela gravadora CBS. Também é o último dos três álbuns epônimos da cantora. O álbum conta com a participação de Tom Jobim nas faixas "Luiza" e Lígia", ambas criadas por ele.

“Uma nova mulher” foi tema de Tonha (Yoná Magalhães), marcando a volta da personagem à novela, após passar por uma grande transformação visual.

O samba “Dancei”, faz parte de “O canto das lavadeiras”, álbum de Martinho da Vila, lançado pela CBS em 1989.

“Dancei” foi tema de Modesto Pires (Armando Bogus).

“Alguém me disse” foi regrava por Gal Costa para a trilha sonora de Tieta e entrou em “Plural”, vigésimo segundo álbum da cantora, lançado em maio de 1990. A música "Cabelo" também está presente neste álbum e foi composta por Jorge Ben Jor e Arnaldo Antunes que tem a versão Samba-Reggae.

A primeira versão de “Alguém me disse”, tem estilo bolero, composta pela dupla Evaldo Gouveia e Jair Amorim, e lançada em 1960, quase simultaneamente, por Anísio Silva (no álbum Alguém me Disse), Maysa (no álbum Voltei), Cauby Peixoto (no álbum O Sucesso na Voz de Cauby Peixoto), entre outros.

Além de Gal Costa e os cantores já citados, a música também foi regravada por Emilio Santiago, Ana Carolina e Simony.

“Alguém me disse” foi tema de Elisa (Tássia Camargo).

“A lua e o mar” faz parte do álbum “Moraes & Pepeu”, dos cantores Moraes Moreira e Pepeu Gomes, lançado pela WEA em 1990.

“A lua e o mar” foi tema de locação da novela.

“Água na boca” é uma canção da banda de forró, 3 Nordestinos”, que foi tema do Coronel Artur da Tapitanga (Ary Fontoura).

A toada brasileira “Luar do Sertão”, ganhou uma versão na voz de Roberta Miranda, em 1989.

Seus versos simples e ingênuos elogiam a vida no sertão, especialmente o luar. Foi originalmente um coco sob o título "Engenho de Humaitá". Catulo da Paixão Cearense defendeu em toda a sua vida que era seu autor único, mas hoje em dia se dá crédito da melodia a João Pernambuco (1883-1947). É uma das músicas brasileiras mais gravadas de todos os tempos.

“Luar do sertão” foi tema de Laura.

“Indo e vindo (One for the road)” faz parte do primeiro álbum solo do cantor brasileiro Paulo Ricardo, vocalista da banda RPM, lançado em 7 de agosto de 1989.

A faixa "A Fina Poeira do Ar" contém a participação da cantora Rita Lee. O single "A Um Passo da Eternidade" foi o carro chefe do álbum e obteve bastante execução nas rádios.

“Indo e vindo” foi tema de Rosalvo (Paulo César Grande).

“Vem morena” é uma composição de Dorival Caymmi, na voz de Nana Caymmi. Mariozinho Rocha, diretor musical da Globo, queria a música como tema de abertura de Tieta. Mas, após Boni compor Tieta (na voz de Luiz Caldas), a canção de Nana Caymmi entrou na segunda trilha sonora da novela como tema de Carol (Luiza Thomé).

O forró gostoso “Doida pra te amar”, na voz de Nando Cordel e Amelinha, foi tema de Carmosina (Arlete Sales) e Gladstone (Paulo José).

“Sinceridade (Sinceridad)” faz parte do álbum “Bosco”, do cantor e compositor brasileiro João Bosco, lançado em 1989 pela gravadora Epic International. Um dos melhores álbuns de bolero de todos os tempos.

Trilha Sonora Volume 1




















01. Meia lua inteira – Caetano Veloso (tema de locação)
02. Tudo o que se quer (all i ask of you) – Emílio Santhiago e Verônica Sabino (tema de Ascânio e Leonora)
03. No rancho fundo – Chitãozinho & Xororó (tema de Osnar)
04. Paixão antiga – Tim Maia (tema de Helena)
05. Paixão de beata (neném de mulher) – Pinto do Acordeon (tema de Amorzinho e Cinira)
06. Tieta – Luiz Caldas (tema de abertura)
07. Segredos da noite – Instrumental (tema da Mulher de Branco)
08. Coração do agreste – Fafá de Belém (tema de Tieta)
09. Eu e você – José Augusto (tema de Elisa)
10. Cadê o meu amor – Quinteto Violado (tema de Carmosina)
11. Amor escondido – Fagner (tema de Carol)
12. Por você, com você – Guilherme Arantes
13. Tenha calma – Maria Bethânia (tema de Tieta e Ricardo)
14. Imaculada – Instrumental (tema de Imaculada)


Trilha Sonora Volume 2




















01. Imaculada – Elba Ramalho (tema de Imaculada)
02. Uma nova mulher – Simone (tema de Tonha)
03. Dancei – Martinho da Vila (tema de Modesto Pires)
04. Alguém me disse – Gal Costa (tema de Elisa)
05. A lua e o mar – Moraes Moreira e Pepeu Gomes (tema de locação)
06. Água na boca – 3 do Nordeste (tema de Artur da Tapitanga)
07. Urbana – Ary Sperling (tema de Arturzinho)
08. Luar do sertão – Roberta Miranda (tema de Laura)
09. Indo e vindo (one for the road) – Paulo Ricardo (tema de Rosalvo)
10. Vem morena – Nana Caymmi (tema de Carol)
11. Doida pra te amar – Nando Cordel e Amelinha (tema de Carmosina e Gladstone)
12. Sinceridade (sinceridad) – João Bosco (tema de Silvana)
13. Toucan’s dance – Sérgio Mendes
14. O comandante (star splangled banner) / o bêbado – Banda de Santana do Agreste (tema de Dário / tema de Bafo-de-Bode)


Sonoplastia: Aroldo Barros
Produção musical: Mariozinho Rocha
Supervisão musical: Wálter D’Avilla Filho

TIETA (ABERTURA E FIXA TÉCNICA)
AGORA VEJA TIETA (ABERTURA E FIXA TÉCNICA)

RETORNE AO MENU PRINCIPAL
RETORNE AO MENU PRINCIPAL

Nenhum comentário :