sábado, 17 de setembro de 2016

CHEIAS DE CHARME (RESUMO DOS CAPÍTULOS) Parte 1

Veja a primeira parte do RESUMO DOS CAPÍTULOS de CHEIAS DE CHARME (VAMOS RECORDAR)


RETORNE AO MENU PRINCIPAL

RETORNE AO MENU PRINCIPAL


Depois de um dia daqueles, Penha (Taís Araújo), Rosário (Leandra Leal) e Cida (Isabelle Drummond) acabam na delegacia. A empregada de Chayene (Cláudia Abreu) está lá para denunciar a patroa, que a agrediu. A cozinheira se meteu em uma confusão nos bastidores do show de Fabian (Ricardo Tozzi), o príncipe das domésticas. Cida estava no meio de uma briga após pegar o namorado com outra.


Essas três são fogo! Por causa da demora no atendimento, elas começam a reclamar. “Pelo jeito, nessa delegacia rico tem tratamento diferenciado”, exclama Rosário, que ganha apoio de Penha e Cida. Mas adianta reclamar? Que nada! E pior: no meio da muvuca, as três acabam presas por desacato.

Atrás das grades, elas lembram o dia ruim que tiveram e fazem um acordo. “Bora fazer um pacto, meninas? Dia de empreguete, véspera de madame”, sugere Rosário. “Nós somos as três empreguetes. Uma por todas e todas por uma”, emenda a loira. “Ajuda nunca é demais. Vamos lá”, concorda Penha.


Por causa do noivado de Ariela (Simone Gutierrez), a filha mais velha de seus patrões, Cida (Isabelle Drummond) acabou se atrasando para o encontro com seu namorado. Grafiteiro cheio de charme, Rodinei (Jayme Matarazzo) faz o maior sucesso com a mulherada.

Ao procurá-lo no Pavilhão do Som, que flagra! Cida fica estupefata ao vê-lo aos beijos com Brunessa (Chandelly Braz), a periguete do Borralho.


“De novo?”, diz Cida, decepcionada. “Você vai provar do seu próprio veneno, eu vou ficar com o primeiro otário que aparecer”, ela promete. Ao se virar, a moça dá de cara com Elano (Humberto Carrão) e lhe tasca um beijaço daqueles! Rodinei logo arranca Cida do beijo e parte para cima do novo rival, dando um soco na cara dele.

A briga dos dois é o começo do maior quebra-quebra no Pavilhão do Som, o point do Borralho. Todos acabam sendo levados à delegacia, e é lá que termina o barraco.


Rosário (Leandra Leal) é uma cozinheira de mão cheia! Mas, para ela, seu futuro está bem longe das panelas. Fã de Fabian (Ricardo Tozzi), o famoso cantor sertanejo que é um gato, ela também sonha em brilhar nos palcos. Quando o bufê onde ela trabalha é contratado para servir o camarim do cantor, a moça faz de tudo para entregar a ele um CD com seu trabalho.


O plano dá certo até que Dinha (Juliana Alves), colega de trabalho cheia de inveja, conta para o patrão que Rosário é a maior fã do príncipe das domésticas. Mesmo assim, a cozinheira dá um jeito de ficar frente a frente com seu ídolo.

Ao chegar ao local do show escondida, Rosário dá o troco em Dinha: ela tranca a colega em um banheiro e assume seu posto no bufê. Sua armação dá certo e ela finalmente consegue ficar pertinho de Fabian, mas acaba atrapalhando a concentração do cantor antes do show. E como o que começa mal termina pior ainda, Dinha aparece acompanhada de seguranças e denuncia Rosário.

Arrastada para fora do camarim de Fabian, ela nem consegue entregar o CD, que cai no chão e quebra! Por causa da enorme confusão, Rosário acaba sendo presa.


Penha (Taís Araújo) é a empregada doméstica dos sonhos de toda patroa, e sabe se virar para deixar a casa dos outros um brinco! Com Chayene (Cláudia Abreu), a coisa é diferente. A famosa cantora de eletroforró está sempre dando chiliques e ai de quem se mete em sua frente. Desse jeito, sobra sempre para quem? Para Penha, é claro!


Cheia de pepinos para resolver em sua casa, Penha se distrai e - coisa rara! - dá aquela vacilada. Enquanto passa um vestido de show de Chayene, a empregada acaba torrando a roupa da cantora com o ferro quente. Que situação!

A estrela do Piauí flagra o dano no figurino, fica fula da vida e cobra da empregada justo no momento em que Penha serve o jantar. “Salada verde, sopa gelada de cenoura e limonada suíça”, oferece ela, sabendo que a cantora está sempre de olho na balança. O problema é que, nos momentos de fúria, nem a melhor das refeições agrada a musa do forró.


“Cenoura? Carboidrato? Tá querendo me ver gorda, sua jumenta? Tire essa gororoba da minha frente”, explode Chayene, jogando a sopa em Penha, que também ganha um empurrão da cantora. Furiosa, a empregada jura virar o jogo. "Isso não vai ficar assim, ou eu não me chamo Maria da Penha”, promete.


Cida (Isabelle Drummond) é uma jovem romântica e sonhadora, além de ser uma princesinha! Filha da antiga empregada de uma família cheia da grana, os Sarmentos, foi criada pelos patrões depois que sua mãe morreu. Apesar de ter crescido junto com as filhas de Ernani (Tato Gabus) e Sônia (Alexandra Richter), ela sempre foi tratada como a arrumadeira da casa.

Na noite do noivado de Ariela (Simone Gutierrez), filha mais velha dos Sarmentos, Cida começa a viver um conto de fadas! A história da Cinderela se repete, pois durante a festa, ela cruza com um verdadeiro príncipe. É Conrado (Jonatas Faro): estudante de direito, jovem, gato e milionário.

“Cheguei do Paraná semana passada, estou na casa da minha avó, aqui no condomínio. Quando eu vi que estava rolando festa, não resisti. E acho que foi a melhor coisa que eu fiz”, explica o rapaz, de olho em Cida, ao ser flagrado por ela como penetra. “Você vai me entregar? Você deve conhecer os donos da casa”, pergunta ele. “Eu moro aqui”, ela responde.

Mas, quando os dois estão no maior clima, Ernani, o chefão da família, aparece e chama a jovem para resolver um problema da casa. Antes de se despedir do gato, ela ganha uma bela flor dele. É paixão à primeira vista!

Como diz o ditado popular, “Alegria de pobre dura pouco!”. Penha (Taís Araújo), doméstica, batalhadora, que luta sozinha para sustentar a família, comemora feliz a conclusão da obra do seu puxadinho. O churrasco da inauguração está bombando quando Patrick (Mc Nicolas) avisa que tem um representante da prefeitura querendo falar com a mãe.

O fiscal diz que o imóvel não está legalizado, pois falta uma certidão. Sem entender nada, Penha garante que Sandro (Marcos Palmeira) regularizou tudo e pede ajuda de Elano (Humberto Carrão), seu irmão advogado, que reconhece a falta do tal documento.

Desesperada, Penha pede ao marido para pegar a certidão, e o safado aproveita o momento de descompasso da mulher para mais uma de suas mentiras. Sandro garante que já tinha entregado tudo à esposa. Penha não tem condições de se lembrar de nada porque, justo nessa hora, Chayene (Cláudia Abreu), sua patroa, liga exigindo a presença da empregada em sua mansão, imediatamente.

Depois de quase passar a noite no xilindró, Rosário (Leandra Leal) é liberada e pode enfim dormir no aconchego de seu lar. No dia seguinte, a vida segue e ela volta ao trabalho como se nada tivesse acontecido. Após o bafão nos bastidores do show de Fabian (Ricardo Tozzi), Sidney (Daniel Dantas) faz o possível para melhorar a imagem da filha com seu Malaquias (Cláudio Tovar), o dono do bufê em que a mocinha trabalha.

Enquanto Sidney conversa com Malaquias, alguém bate na porta do estabelecimento. Rosário atende e fica chocada ao ver seu ídolo, Fabian, em carne e osso. “O que você está fazendo aqui?”, pergunta ela, na maior intimidade. “Vim para a vaga de motorista”, responde o homem.

“Eu não sou o Fabian, moça. Meu nome é Inácio”, esclarece o visitante. Mas Rosário insiste em acreditar que está diante do príncipe das domésticas.

“Os olhos são diferentes”, prova Inácio, ao tirar os óculos escuros e mostrar que não tem os olhos azuis do sertanejo. Só quando Malaquias chama o candidato a motorista para ir ao seu escritório é que a ficha cai. Rosário fica com a cara no chão!

As  coisas não andam nada fáceis para Cida (Isabelle Drummond)... Após pegar Rodinei (Jayme Matarazzo) no flagra agarrado a uma periguete, a jovem armou um barraco e tascou um beijão em Elano (Humberto Carrão). Apesar desse lado safado, o grafiteiro ama a arrumadeira e a procura para pedir perdão.

Rodinei implora que a gata o desculpe e explica que tudo aconteceu em um momento de raiva, já que estava doído por a namorada não ter ido a seu evento de grafite. Mas a jovem não quer saber de papo furado: “Eu te falei, Rodinei, que se isso acontecesse de novo, era o fim para gente. E aconteceu! Na véspera do nosso dia! Eu tô com nojo de você!”, dispara, sem meias-palavras.

Penha (Taís Araújo) e Elano (Humberto Carrão) estão em casa colocando a mesa para o jantar quando Ruço (Nado Grimberg) e os pedreiros batem à porta. Eles dizem que vieram buscar o "faz-me-rir", o salário pela obra inacabada do fatídico puxadinho da empregada doméstica.

Até então, ela estava calma. Mas, depois da cobrança, ela perde o rebolado: "Ué, o Sandro não repassou o dinheiro que eu dei?”. Diante da reação sem graça dos pedreiros, a coitada mata a charada. Sandro (Marcos Palmeira) lhe passou a perna!

Pelo jeito o safado do Sandro ficou com o pagamento dos pedreiros e deixou a mulher em uma baita saia justa.


Inácio (Ricardo Tozzi) vai até o frigorífico para fazer um serviço para o Buffet de seu Mala e Rosário (Leandra Leal) acaba indo junto com o motorista. De repente, eles ouvem: “Tá rolando um assalto, rapá. Quieto ou eu passo chumbo! É um assalto!".

Rendidos, os dois são trancados na câmara fria. O bonitão tenta abrir as janelas, mas está tudo trancado. Rosário começa a tremer de frio, enquanto Inácio tenta tirá-los de lá.

Depois de muito sufoco, Inácio consegue a chave, mas, ao voltar, encontra Rosário desacordada. Delirando, ela confunde Inácio com Fabian e tasca-lhe um beijão. Fascinado, Inácio não consegue se desvencilhar e embarca no sonho de Rosário.


Chegando em casa do batente, Penha (Taís Araújo) vê o marido conversando no telefone e, sem ser vista, fica ali de butuca, ouvindo o lero do marido. Quando ela escuta Sandro (Marcos Palmeira) pedir para a pessoa não ficar ligando porque a esposa pode desconfiar de algo, ela sai de si e não deixa por menos: arranca o aparelho da mão do malandro!

Alvoroçada, a empregada sai aos berros pela casa, entra no quarto do casal e coloca as trouxas do vascaíno dentro da mala. “Está sustentando mulher com meu dinheiro sim, safado!”, grita Penha. Ela não dá vez para o marido se explicar e continua arrumando as coisas, ainda tentando conter o chororô.

Alana (Silvia Nazareth) e Patrick (MC Nicolas) chegam no meio do fuzuê, mas não conseguem impedir que Sandro seja colocado da porta para fora. “Aqui tu não encosta mais! Filho da mãe”, jura Penha.

Por essa Chayene (Cláudia Abreu) não esperava! Tom (Bruno Mazzeo), o empresário da cantora, conta que Penha (Taís Araújo) se fez de rogada, não quis fazer acordo e vai entrar na Justiça por ter sido agredida pela estrela do eletroforró. Sem se intimidar, a poderosa do Piauí ordena que liguem para Dr. Sarmento (Tatu Gabus Mendes), seu advogado.

Bem malandro, Sarmento diz a sua cliente para não se preocupar e diz que já tem a pessoa ideal para ajudá-la na causa. Quem recebe a bomba é Lygia (Malu Galli), a advogada incumbida de cuidar do "caso Chayene”.

Lygia, que está acostumada a cuidar de causas bem mais importantes, não gosta nada da função, mas engole seco o desaforo e vai conversar com sua mais nova cliente.

É melhor fugir de Socorro (Titina Medeiros)! Ela é uma empregada doméstica tinhosa: é preguiçosa e não quer saber do batente. Ela só aceitou o emprego na casa da advogada Lygia (Malu Galli) por pressão de seu irmão Naldo (Fábio Lago). Ah, se Lygia soubesse o que Socorro faz quando as patroas estão fora de casa...

Na hora da faxina, Socorro faz cara de paisagem e varre a poeira para debaixo do sofá. Se Manuela (Bia Passos), a filha da advogada, dança pela sala, a faxineira reclama. E ao ouvir Fumaça, a gata da família, miando sem parar, ela não perdoa. "Quer mais o quê, encosto? Já não lhe dei de comer?", xinga ela, que não pensa duas vezes antes de esconder a felina no cesto de roupas sujas.

Mais tarde, a família fica enlouquecida com o sumiço de Fumaça. Alejandro (Pablo Bellini), o marido de Lygia, tenta acalmar a pequena Manuela. "Lá embaixo ela não caiu, eu conferi", garante ele. "Socorro, você não deixou a porta aberta?", questiona Lygia. "Deixei não, Dona Coisinha! Eu juro!", responde a doméstica, na maior cara lavada.

Depois do surto de Chayene (Cláudia Abreu), que arrasou com Penha (Taís Araújo) tacando sopa na cara dela, Tom Bastos (Bruno Mazzeo), empresário da cantora, procura a empregada para fazer um acordo. “Ela quer te pedir perdão”, avisa ele, que tenta de tudo para que a doméstica não entre na Justiça e coloque a boca no trombone.

“A lacraia está querendo limpar a barra dela. Perdão da Chayene não paga as minhas contas”, recusa Penha. “Da Chayene só ganhei pancada e bronca, quero mais que ela se exploda! E se ela quiser falar comigo, que procure meu advogado!”, grita ela, apontando para Elano (Humberto Carrão), seu irmão e estudante de Direito.

É aniversário de Cida (Isabelle Drummond), dia de bolo! Na data em que a arrumadeira completa 19 anos, ela recebe a visita de Penha (Taís Araújo) e Rosário (Leandra Leal), e ganha um presente muito fofo da dupla: um ursinho de pelúcia. "É perfeito! Vocês já me conhecem, né?", agradece, saltitante.

Na cozinha dos Sarmentos, elas se reúnem e fazem uma pequena festinha. Valda (Dhu Moraes) aparece com um bolo e faz uma supresa para a afilhada. "Dezenove anos, hein, menina! Hora de criar juízo", recomenda Penha. Rosário acende as velinhas do bolo e todas cantam parabéns.

Socorro (Titina Medeiros) quer porque quer trabalhar na mansão de Chayene (Claudia Abreu), sua diva da música. Depois de ver Rosário (Leandra Leal) saindo de uma entrevista para a vaga de empregada na casa da cantora, ela não perde a viagem.

Assim que Laércio (Luiz Henrique Nogueira) se despede da cozinheira, Socorro corre na direção dele dizendo que também quer se candidatar para trabalhar na mansão da musa do Piauí. O assistente de Chay não gosta do visual da louca e diz que o lugar já foi preenchido.

Então, a danada aproveita que Rosário está caminhando para sair do condomínio e despeja: “Olhe, o senhor pode até não me dar o emprego mas, como fã de Chayene, tenho o dever de lhe alertar: essa moça é colega de Penha. Eu vi as duas no seu Messias, de combinação”.

Laércio fica com a pulga atrás da orelha e convida Socorro para entrar.


Rodinei (Jayme Matarazzo) vacilou com Cida (Isabelle Drummond) após ser visto, pela arrumadeira, aos beijos com uma periguete. Na tentativa de reatar seu namoro com a gata, ele aproveita uma entrega na casa dos Sarmentos para levar um presente de aniversário à amada. “Feliz nosso dia, meu amor! Parabéns pra gente!”, diz o grafiteiro, que completa primaveras no mesmo dia que a moça.

Rodinei lembra como foi que eles se conheceram. “A gente passou o melhor aniversário das nossas vidas, e jurou, naquele dia, que ia sempre passar junto”, recorda. “Até que, na véspera do nosso dia, você ficou com a Brunessa!”, rebate Cida, furiosa ao lembrar da periguete do Borralho.

Cida quer saber para quem são as flores que Rodinei carrega. “São para a filha do seu patrão. O seu presente é outro”, diz ele, que entrega a Cida uma caixinha com um anel. Ainda mexida, ela não aceita. “A gente conversa outra hora. Aqui não dá”, diz, enquanto arruma as flores trazidas por Rodinei em um jarro.

Cida nem desconfia que foram enviadas por Conrado (Jonatas Faro) para ela!

Após a confusão na casa de Chayene (Cláudia Abreu), que incorporou Naomi Campbell e agrediu a empregada, cantora e ex-empregada se enfrentam perante uma conciliadora. Ao lado de seus respectivos advogados, as duas já discutem antes mesmo de a audiência começar.

Primeiro, a conciliadora escuta a parte ofendida, no caso, Penha (Taís Araújo). Ela diz que só se sentirá compensada se a ex-patroa lhe pedir perdão de joelhos. Ao ouvir o pedido, a rainha do forró declara: “Mas nem que eu reencarne mil vezes e venha freira!”.

Lygia (Malu Galli) tenta convencer Chayene a aceitar a proposta e Elano (Humberto Carrão) avisa que, além disso, sua cliente quer uma indenização por danos morais e materiais. “Já que não se pode desfazer o feito, é justo estabelecer uma compensação financeira como reparação.”

O valor que a cantora oferece é tão baixo que Elano e a irmã nem param para pensar na proposta. E a discussão entre Chayene e Penha volta à tona, com ofensas e mágoas guardadas nos últimos seis anos. “Quando eu penso que amanhã uma colega minha pode ir trabalhar na sua casa e acabar apanhando, ou até pior, minha vontade é te botar atrás das grades”, afirma a doméstica.

A audiência termina sem pacto algum e com a loira declarando: “Se preparem, porque uma guerra acabou de começar!”

Penha (Taís Araújo) resolveu acabar com a mamata e expulsou Sandro (Marcos Palmeira) de casa com mala e cuia. O problema é que o safado sempre arruma um jeito de voltar, só que dessa vez, todo estropiado.

Todos ficam muito assustados ao ver o estado em que Sandro chega em casa, carregado por Ruço (Nado Grimberg) e os obreiros do Borralho. Dessa vez, parece que o malandro está realmente sentindo dor. Desesperada, Penha tenta saber de Ruço o que o “traste” aprontou, mas o amigo se cala. Enquanto isso, a ambulância chega para resgatar Sandro.

Que Sandro (Marcos Palmeira) não é flor que se cheire, Penha (Taís Araújo) já sabe. O problema é que dessa vez ele passou dos limites: se meteu com agiotas. Depois de chegar em casa todo estropiado após uma surra, o malandro não consegue mais esconder a burrada que cometeu e conta tudo para a esposa.

“Tu foi pegar dinheiro com agiota, seu traste!? Tu esqueceu que tem família!?”, se altera Penha. O sem-vergonha ainda tenta se explicar: “A grana da licença do puxadinho, dos peões... eu tive que dar tudo para o agiota. Só que a dívida continuou crescendo, e aí...”.

Quando Sandro conta o valor da dívida, Penha perde a cabeça de vez: “Essa noite tu fica ali, no sofá, mas amanhã é rua! É perigoso você ficar aqui, todo mundo sabe onde a gente mora, se te pegam na frente do menino!... Sai da minha frente, Sandro! Antes que eu termine de te quebrar!”.

No final das contas, Sandro acaba de colocar a família inteira em uma enrascada!

Com a audiência em baixa por causa do escândalo das empregadas, Chayene (Cláudia Abreu) chega em casa cuspindo fogo. A diva do Piauí assusta Laércio (Luiz Henrique Nogueira) ao gritar seu nome. Apavorado, ele chega para atendê-la, e a cantora pede para ver a nova empregada com urgência.

Socorro (Titina Medeiros) se coloca na frente da patroa e não entende por que está sendo tão elogiada. A rainha do forró está deslumbrada com a mousse de aipo que encontrou na geladeira: “Comidinha boa da gota serena, gororobinha show!”. Socorro, que não é boba nem nada, fica toda prosa com o comentário da patroa...

Porém, o que Chayene não sabe é que quem realmente preparou a comida foi Rosário (Leandra Leal), demitida antes mesmo de a cantora conhecê-la.

Cida (Isabelle Drummond) chega para falar com Sônia (Alexandra Ricther) e Sarmento (Tato Gabus Mendes) com o coração na boca. Afinal, ela contou para Conrado (Jonatas Faro) que é irmã de criação das filhas dos Sarmentos e não que trabalha na mansão como empregada. Ela espera que os patrões a apoiem nessa história, mas acaba caindo do cavalo.

Sônia e Sarmento só querem comunicá-la que, a partir de agora ela terá a carteira assinada, como doméstica. Sem chão, ela não consegue esconder a decepção e chora. Sarmento pergunta se está tudo bem e Cida disfarça: “Eu só tenho que agradecer por tudo que... Eu tô emocionada assim porque... É o emprego da minha mãe!”

Indiferente ao sofrimento de Cida, Sarmento continua dando suas orientações. E a moça só pensa em como será quando Conrado descobrir que ela não é filha de criação e sim empregada da família Sarmento.

Advogada de Chayene (Cláudia Abreu), Lygia (Malu Galli) vai visitar a cantora para acertar os detalhes do acordo com Penha (Taís Araújo), que denuncia a ex-patroa por agressão. Tom Bastos (Bruno Mazzeo), empresário da diva, também acompanha a reunião.

Lygia joga a real e diz que o mais prudente é indenizar Penha para não prejudicar a imagem da cantora, mas Chayene não quer saber de acordo com a empregada. “Eu quero processar Penha por calúnia! Afinal, ela inventou essa história toda”, diz, na maior cara de pau.

Quem acompanha toda a reunião escondida é Socorro (Titina Medeiros). Atual empregada de Lygia, ela acaba tomando o lugar de Rosário (Leandra Leal) na casa de Chayene sem avisar à advogada, para quem ainda trabalha. Na hora de servir um café aos convidados, ela usa um pano de prato na cabeça para se esconder, mas acaba sendo desmascarada. “O que você está fazendo aqui!?”, pergunta Lygia.

Sem papas na língua, Sarmento (Tato Gabus Mendes) chama Lygia (Malu Galli) em sua sala e conta que Chayene (Cláudia Abreu) reclamou da forma como a advogada está conduzindo seu caso.

Chocada, a “tubaroa” se altera e revela que Penha (Taís Araújo) está pedindo uma quantia que a cantora recupera apenas com a venda de um camarote no seu show. O patrão defende Chayene e ordena que a advogada abra um processo por calúnia contra a doméstica, ou descole algum acordo sem qualquer prejuízo financeiro para a cliente.

Sem saída, Lygia procura a doméstica no hospital e se comove ao ver a situação caótica da mulher que ela deve aniquilar juridicamente. Penha está desesperada tentando um atendimento para Sandro (Marcos Palmeira), que está todo estropiado. O senso de justiça de Lygia fala mais alto e ela pressiona o médico para que atenda Sandro imediatamente.

Depois que a situação é resolvida, Lygia tenta convencer Penha a desistir do processo, para o próprio bem da empregada. Mas é aí que a porca torce o rabo, já que a doméstica se recusa, com todas as forças. Depois de um tempo, porém, Penha afirma: “Eu carrego uma família nas costas, dona Lygia. Tenho quatro bocas para sustentar... Fala para Chayene que eu não estou nem aí para o dinheiro dela! Não quero nada daquela lacraia!”.

Que vida! Cida (Isabelle Drummond) não está nada feliz com a proposta feita por Sarmento (Tato Gabus Mendes) e Sônia (Alexandra Richter) para assinar sua carteira de trabalho como empregada doméstica. Ela lava a louça quando a campainha toca. Cida tira rapidamente o avental e vai atender a porta. É Conrado (Jonatas Faro), que apareceu sem avisar.

“Surpresa”, diz ele, quando Cida abre a porta. Ele quase flagra a gata com a mão na massa! No mesmo instante, Sônia desce as escadas e vê o rapaz ali. “Quem é?”, pergunta. “É um colega meu da escola. Só vou pegar um livro com ele”, mente Cida, que dá um jeito de levar Conrado para fora de casa e evitar que ele descubra a verdade sobre sua relação com a família Sarmento.


Penha (Tais Araujo) é fogo! Encrencou com dona Lygia (Malu Galli) achando que ela estava a favor de Chayene (Claudia Abreu), mas resolveu se explicar ao ver que estava enganada. A doméstica vai à casa da advogada, e acaba ficando para ajudar a preparar um bolo que Manuela (Bia Passos) tem que levar para a escola.

Após salvar o “dever de casa” da menina, Penha surpreende Lygia, que não pensa duas vezes ao fazer um convite: “Penha... Você toparia trabalhar aqui em casa?”. A advogada se compromete a assinar carteira e ser uma patroa muito melhor que Chayene. A doméstica gosta da ideia e aceita a proposta. “(...) Não sei por quê, mas vou com a cara da senhora. O santo bateu, né? Por mim, posso começar agora!”, ela diz. Empolgada, Lygia completa: “Já começou!”.


Não durou muito tempo a armação de Socorro (Titina Medeiros) para tomar o posto de Rosário (Leandra Leal) na casa da diva do eletroforró. A trambiqueira, que de cozinheira não tem nada, apresenta o primeiro prato para Chayene (Claudia Abreu), que olha torto para a comida.

Socorro fica em apuros e se manda para a cozinha. Laércio (Luiz Henrique Nogueira) explica que o mousse de que a patroa tanto gostou foi feito por Rosário e não pela desastrada empregada, como ela imaginava. Já sem nenhuma paciência, o que não é nenhuma novidade, Chayene manda Laércio chamar de volta a cozinheira de mão cheia e despachar Socorro. “Tá querendo que eu embaiaque, Laércio, e exploda de vez pro anonimato?”, diz ela, preocupada com a balança.

Mas a tarefa de Laércio não é fácil. Ao ouvir que está sendo dispensada, Socorro se agarra à camisa do patrão: “Arrrmaria, seu Laércio, eu faço qualquer coisa para continuar trabalhando aqui! Eu sou de Lagoa de Sobradinho, que nem Chayene, já mandei carta e tudo contando que sou a nova secretária dela, não me frite, pelo amor de Jesus!” implora.

Sem jeito, ele diz que até simpatiza com a moça, mas que com a comida dela ...


Não adianta! A semelhança entre Inácio (Ricardo Tozzi) e Fabian (Ricardo Tozzi) sempre faz o motorista passar por cada situação... A fãs do cantor sertanejo não podem ver o sósia que já começa aquela correria atrás de um autógrafo, uma foto, um beijo...

Em uma dessas situações, Inácio está com Rosário (Leandra Leal) em um parque de diversões. Os dois conversam e tomam sorvete quando a gritaria começa. Um grupo de fabianáticas histéricas corre em direção ao casal. Inácio nem pensa duas vezes. Ele pega Rosário pela mão e os dois começam a fugir das fãs desesperadas.

Quando Inácio consegue finalmente despistar as fabianáticas, Rosário aproveita o momento a sós com o gato. "Agora, aqui, com você assim na minha frente... Só tem uma coisa que eu tô querendo pra mim", diz ela, dando aquele beijaço no motorista.

Quando o assunto é dar em cima, Dinha (Juliana Alves) não perde tempo. Ao encontrar, por acaso, com Inácio (Ricardo Tozzi) no corredor da pensão, a periguete não titubeia. Ela aproveita que está enrolada na toalha e manda ver: “Tô indo tomar um banho, quer ir? No banheiro”, avisa, sem rodeios.

Homem com “H”, Inácio não passa batido pelas curvas da moça, mas mantém a pose e disfarça. Dinha não se dá por vencida, desfila para o gato toda insinuante e pede uma carona para chegar ao bufê. Com esforço, Inácio continua firme e a despista.

Dinha sabe que tem poder para atrair Inácio.

Penha (Taís Araújo) está fula da vida com Sandro (Marcos Palmeira). O malandro se envolveu com agiotas, levou uma surra e foi parar no hospital por causa de uma dívida. Cansada de incomodação, decidida a pôr o marido na rua, ela fica balançada quando ele passa mal ao brincar com o filho.

“Como cê pode ser tão ingrata com o Sandro? Ele que te ajudou a criar a gente quando a mãe foi embora, lembra?”, aconselha Alana (Sylvia Nazareth), mas Penha é teimosa. Ela só muda de ideia quando Alana apela que ela volte atrás pelo filho, Patrick (MC Nicolas).

“Eu vou deixar você ficar, Sandro”, resolve Penha, que manda um recado ao agiota por Ruço (Nado Grimberg). “Até o fim do mês, eu pago uma parte”, garante ela.

Chayene (Cláudia Abreu) declarou guerra a Penha (Taís Araújo) e sobrou para Lygia (Malu Galli), advogada da cantora, reverter a situação da musa do forró. Depois de agredir a empregada, Chayene jura que nada aconteceu e quer processar Penha por calúnia.

Lygia avisa a Sarmento (Tato Gabus Mendes) que procurou Penha e que a doméstica concordou com um acordo sem indenização. “Que parte de ‘a cliente quer litígio’ você não entendeu?”, cobra o chefão do escritório, discordando do acerto com a empregada. Sem concordar com ele, Lygia prefere abandonar o caso.

“A senhora falou na minha cara que está abandonando a causa da Chayene por que tem escrúpulos?”, debocha Sarmento, que defende um processo de calúnia contra Penha, como quer Chayene. “Não quero perpetrar o que eu considero uma injustiça”, reage Lygia, e aí começa um bate-boca entre os dois. Depois de muita discussão, Sarmento resolve mostrar que é o chefe do escritório. “Pode passar no departamento de pessoal porque não tem nada que eu suporte menos que ser pressionado! Rua!”, grita ele, demitindo Lygia.

Cida (Isabelle Drummond) já está uma pilha porque foi convidada para um lanche na casa de Conrado (Jonatas Faro) e Máslova (Aracy Balabanian). A coisa piora quando ela descobre que Penha (Taís Araújo), sua amiga, é a empregada da casa. Instintivamente, Cida fala o nome de Penha, que, por sua vez, não disfarça a surpresa e abre um sorrisão para a amiga. Preconceituosa, Máslova estranha muito.

Enquanto Cida, apavorada, tenta explicar da onde as duas se conhecem, Penha é mais rápida e conserta: “Eu trabalhei de faxineira na casa dela. Né, Cida?”. Morta de vergonha, Cida baixa a cabeça, confirmando. Penha até se diverte: “Aliás, manda um abraço pros seus pais!”.

Achou que o calvário de Cida parou por aí? Além de ter que manter a pose enquanto Máslova faz planos de apresentá-la como filha de ilustre advogado ao pai de Conrado, Rodinei (Jayme Matarazzo), isso mesmo, seu ex-namorado, toca a campainha para fazer a entrega do mercadinho.

Penha (Taís Araújo) está esperando o elevador para ir embora do apartamento de Máslova (Aracy Balabanian), onde trabalha. Quando a porta se abre ela dá de cara com Lygia (Malu Galli). Que saia justa!

Gata escaldada, ela despeja sem pestanejar: “Já não basta ir me caçar no hospital?! A doutora veio até o meu serviço atrás de mim?! Não tem vergonha não, de ser pau-mandado de Chayene?”. Lygia tenta explicar que mora ali, mas é em vão.

A empregada continua falando cobras e lagartos quando Lygia se enche e dispara: “...Se você não se importa, libera o elevador? Eu quero subir para o meu apartamento, no sétimo andar!”.

Penha perde totalmente o rebolado e, com vergonha, não consegue entrar no mesmo elevador que a advogada.


Rosário (Leandra Leal) pode não ser uma estrela ainda, mas a cozinheira está prestes a mostrar todo o seu talento.  Sidney (Daniel Dantas) conseguiu agendar um show da filha no Borralho. E a noite promete!

Momentos antes da apresentação, falta um detalhe para o show ficar completo. Inácio (Ricardo Tozzi) ainda não chegou.  Apesar disso, Sidney apressa a filha e lhe deseja sorte. É hora de brilhar!

Fiéis escudeiras, Penha (TaÍs Araújo) e Cida (Isabelle Drummond) estão animadíssimas com a apresentação da amiga. “Como ela tá lindonaaaa!”, desabafa Penha. E quando Rosário começa a cantar, a plateia inteira se emociona.

O show continua rolando. Do lado de fora, Inácio corre feito um doido para chegar a tempo de ver sua namorada. O destino dá uma ajudinha e o motorista chega aos 49 minutos do segundo tempo e fica paralisado ao ver a linda imagem de Rosário cantando em cima do palco.

Em transe, ele vai se aproximando do palco até que Rosário o enxerga e termina a música olhando para seu gato.


Para cuidar dos assuntos jurídicos de Chayene (Cláudia Abreu) é preciso ter tanto veneno quanto a cantora. Por causa de seus princípios, Lygia (Malu Galli) acabou abandonando o caso da musa do forró e, por isso, foi posta na rua.

Arrependido, Sarmento (Tato Gabus Mendes) vai à casa da ex-funcionária para tentar levá-la de volta à sua equipe. “Achei que, sendo mulher, a senhora teria mais facilidade em lidar com uma briga entre patroa e empregada. Foi talvez um preconceito sexista, além de um erro crasso”, reconhece o chefe.

Lygia propõe que Sarmento dê a ela mais uma chance. ”Então, posso contar com a senhora de volta ao nosso time?”, convida. Eles apertam as mãos e acertam a volta da tubaroa ao escritório.


Depois dar uma de Naomi Campbell e agredir Penha (Taís Araújo), Chayene (Cláudia Abreu) está com a imagem mais suja do que pau de galinheiro. Esperta, a cantora-furacão aproveita um show de Fabian (Ricardo Tozzi) na associação das empregadas domésticas para tentar reverter a situação. Para isso, ela leva Rosário (Leandra Leal) a tiracolo.

A rainha do forró não está nem aí em ser dissimulada. Mais falsa que um forró gringo, ela faz questão de declarar seu reconhecimento às empregadas. Chayene aproveita para contar sua própria versão dos fatos. “Quem me conhece sabe, nunca que eu ia ser capaz de levantar a mão pra um semelhante! Pense numa patroa amiga: Chayene. Tá aqui minha nova funcionária que não me deixa mentir”, diz, na maior cara de pau, apontando para Rosário.

Todos os holofotes se voltam para a cozinheira, que, quase sem palavras, tenta sair da saia justa dizendo que é a primeira vez que trabalha como doméstica e não pode comparar a chefe com ninguém. Para quê? Chayene aproveita para dizer que é incomparável e se encher de elogios como patroa exemplar. Para fechar o furdunço, a rainha do forró abraça a funcionária e posa toda cheia de glamour para os flashes.


Penha (Tais Araujo) é fogo! Encrencou com dona Lygia (Malu Galli) achando que ela estava a favor de Chayene (Claudia Abreu), mas resolveu se explicar ao ver que estava enganada. A doméstica vai à casa da advogada, e acaba ficando para ajudar a preparar um bolo que Manuela (Bia Passos) tem que levar para a escola.


Após salvar o “dever de casa” da menina, Penha surpreende Lygia, que não pensa duas vezes ao fazer um convite: “Penha... Você toparia trabalhar aqui em casa?”. A advogada se compromete a assinar carteira e ser uma patroa muito melhor que Chayene. A doméstica gosta da ideia e aceita a proposta. “(...) Não sei por quê, mas vou com a cara da senhora. O santo bateu, né? Por mim, posso começar agora!”, ela diz. Empolgada, Lygia completa: “Já começou!”.


Dessa vez Chayene (Claudia Abreu) mostrou que não veio ao mundo a passeio. Depois de tentar limpar a barra com os jornalistas provando que é uma boa patroa – ela leva Rosário (Leandra Leal) a tiracolo –, a diva entra no show de Fabian (Ricardo Tozzi) causando.

A cantora sobe ao palco, agarra o astro e tasca-lhe um beijo na boca depois de anunciar que eles estão juntos. Todos, absolutamente todos, ficam de queixo caído com a tirada da rainha do forró. A própria Rosário fica pas-sa-da e Tom (Bruno Mazzeo) não crê no que vê: “Que safada...”.


Mas, é Fabian, coitado, que fica fulo da vida. Depois da presepada no palco, ele voa para o carro e desabafa: “Bruaca da caatinga! Gralha do agreste! Esse beijo da Chayene é o beijo da morte na minha carreira. Se ela não retirar o que disse, eu vou na mídia e digo que ela é louca – e aí sim ela tá acabada!”.


Rosário (Leandra Leal) e Inácio (Ricardo Tozzi) estão num love só! Mas essa fase dos dois pombinhos dura pouco. Para o azar da cozinheira, o namorado aparece em seu quarto para fazer uma surpresa, mas dá aquele flagrante. Coladas na parede estão muitas fotos do ídolo sertanejo Fabian (Ricardo Tozzi).

“Você mentiu pra mim! Quantas vezes eu te perguntei? E você sempre me disse que não era fã desse mané”, diz ele, fulo da vida. Perdendo a razão, o motorista arranca e rasga as fotos do sertajeno.


A moça tenta se explicar, mas... Sabe como é na hora do nervosismo? Pois então! Ela se enrola ainda mais e perde a cabeça: “Olha só, não é porque a gente tá junto que você tem o direito de entrar no meu quarto e rasgar uma coisa minha desse jeito, não!”. Depois dessa, Inácio dá o fora na bonitona. “Ainda mais se for uma foto do seu queridinho, né? A gente não tá mais junto, Rosário”, ele corta.

A coxinheira sente o baque, mas retruca: “Então tá. Já que é assim, você tá fazendo o que ainda aqui?”. Mas quando Inácio vai embora, ela não se aguenta e cai no choro.

Sônia (Alexandra Richter) passa no escritório de Sarmento (Tato Gabus Mendes) para dar uma sequestrada básica no marido, mas ele não está para conversa. “Isso aqui não é a Galerie, Sônia, que eu posso me dar ao luxo de sumir”, diz o advogado, citando a loja-galeria da esposa.

Sarmento aproveita e entrega uns papéis para Sônia, que vai assinando sem nem mesmo saber que documentos são aqueles. De repente, a perua percebe que se trata da venda da casa de Angra, e fica chocada ao descobrir que o marido está falido.

“Qualquer saída passa por apertar o cinto. Vamos ter que adiar o casamento da Ariela, a Isadora vai ter que voltar de Milão”, ele afirma. “Eu sempre poupei vocês dos meus problemas. Mas dessa vez não vai dar. A gente está sendo engolido por uma cratera!”, completa o advogado de renome.

A mamata das peruas Sarmento vai acabar!

Chayene (Claudia Abreu) tascou um beijão em Fabian (Ricardo Tozzi) na frente do público, e deixou o príncipe das domésticas iradíssimo! Agora o bofe quer tirar satisfação com a cantora que, vamos combinar, só quer saber mesmo de melhorar sua imagem com as fãs. “Quê que cê tá querendo, me diz: qual é o plano? Usar a minha imagem pra limpar a sua barra com as domésticas!?”, ele pergunta.

Toda dona de si, Chayene puxa Fabian para a varanda, e diz: “Tu vai mudar de ideia quando ouvir uma certa história”. E, num instantinho, o ídolo do sertanejo universitário resolve assumir o tal namoro.

Com o rabo preso, o cantor surpreende a todos com sua afirmação: “Nós tamos namorando, sim. (...) A minha amizade de anos com a Chayene acaba de virar amor!”

Vitoriosa, Chayene se entope de champanhe para comemorar sua conquista, enquanto todos estão em estado de choque. “Se a Chayene conta o que sabe, Simone, se essa história vaza pra imprensa... Vai ser o fim!”, desabafa Fabian, assustado.

Rodinei (Jayme Matarazzo) e Cida (Isabelle Drummond) comem cachorro-quente no Borralho e relembram a primeira vez em que estiveram ali. Durante a conversa, a moça conta que dr. Sarmento (Tato Gabus Mendes) assinou sua carteira. “Cê tem toda razão, Rodi. Eu que fui boba de achar que tinha um lugar especial naquela família”, ela lamenta.

Espertinho, Rodinei aproveita o momento e tenta emplacar uma declaração de amor daquelas bem bregas! “E tá sendo boba de não ver que tem um lugar especial no meu coração. Cê é a mulher da minha vida, Cida”, diz o grafiteiro. Quando ele está prestes a dar um beijo na ex, Cida corta: “Rodinei, você foi, e vai ser sempre muito importante pra mim, mas agora... é melhor a gente ser só amigo, tá?”.

Otto Werneck (Leopoldo Pacheco) é a honestidade em pessoa! O empresário foi convidado para se candidatar a deputado estadual pelo Partido da Moralidade Pública e está todo pomposo no lançamento de sua carreira política. O ego do empresário está lá nas alturas com tanta gente puxando o saco do milionário.

Mas nem tudo corre como Otto esperava. Na hora do presidente do partido falar sobre as qualidades do candidato, que colaborou com a construção de um hospital, uma mulher arretada de nervosa aparece para acabar com o blablablá. Ela se aproxima do palanque e grita: “É mentira! Esse aí já aprendeu a ser político! Fala, mas não cumpre!”

A coisa fica cada vez pior, já que ninguém consegue conter a moça. “Cínico! A última parcela da doação, R$ 300 mil, não foi repassada pro hospital! O senhor prometeu e não cumpriu!”, ela continua aos gritos. A partir de então, o burburinho toma conta do local e fica o maior climão entre os políticos. “Caraca... ferrou!”, comenta Conrado (Jonatas Faro), o verdadeiro culpado do desvio de dinheiro.

Vocês não imaginam o que Rosário (Leandra Leal) apronta dessa vez!!! É mais um dia na vida da nossa Maria  quando a campainha da casa de Chayene (Cláudia Abreu) toca e a doméstica vai atender. Achando que é Inácio (Ricardo Tozzi), a moça logo tasca um chupão no bofe, e ele, atordoado, comenta: “Nossa! Que recepção!”.

Ai, meu Deus! Em instantes, Rosário se dá conta que aquele é Fabian (Ricardo Tozzi), pede mil desculpas, e conta que seu gato é muito parecido com o príncipe das domésticas. Profissional, Fabian saca uma caneta para autografar o avental da fã.

O bonitão pergunta de onde conhece Rosário, e ela, sem graça, responde que é a louca que quebrou o camarim. “Ah! A mulher-bomba!”, brinca o cantor. A empregada também ri: “Não era uma bomba, tá? Era só um inofensivo CD”. Quando está quaaase rolando um clima entre os dois, Chayene aparece.

Toda trabalhada na purpurina até na hora de manter a forma, Chayene (Cláudia Abreu) dá um tempo nos exercícios enquanto hidrata o corpo no mercadinho do condomínio. Ao lado dela, o eterno capacho Laércio (Luiz Henrique Nogueira) ajuda a rainha do forró a se manter cada vez mais diva. Mas o glamour da celebridade dura pouco. Basta enxergar Penha (Taís Araújo) e Lygia (Malu Galli) entrando na loja que Chayene roda a baiana e dá um show de escândalo.

“Olhem só! A tubaroa abocanhou minha empregada!”, alfineta Chayene para as inimigas. Penha, que já perdeu a paciência com a ex-patroa, não deixa barato: “Tua empregada uma ova! Eu já tinha pedido as contas!”. Lygia também entra no rebu, diz que já tinha deixado de ser advogada da cantora quando contratou Penha e ainda dispara que não tem medo de ameaças.

"Pois devia, sua tubaroa! Troco de Chayene é chumbo grosso!”, arremata a rainha do forró, que vai embora feito um furacão.

A barra sujou para Conrado (Jonatas Faro)! Expulso de casa pelo próprio pai, o playboyzinho arruma suas coisas, quando recebe uma mensagem de Cida (Isabelle Drummond). “Foi um erro terminar, não consigo te esquecer, te amo”, ele lê, cheio de marra, e diz: “Tarde demais, Cida”.

Mas o rapaz logo muda de ideia. Pensando que a moça é filha de criação de Sarmento (Tato Gabus Mendes), Máslova (Aracy Balabanian) se toca que a menina pode ser a salvação da lavoura, e Conrado concorda em dar o golpe. Sem perder tempo, ele volta ao Rio e tem a cara de pau de inventar para Cida que foi para Curitiba por causa da decepção amorosa. “Se você me visse! Nem saí de casa, pode perguntar pra minha avó!”, diz o mauricinho, mais falso do que nota de três reais.

Angustiada, Cida tenta contar que é a empregada dos Sarmentos e que está longe de ser rica, mas perde a coragem ao ser interrompida por quem acredita ser seu príncipe encantado. “Cida: eu confio em você! Eu olho pra essa sua carinha linda e vejo que você é sincera! Não precisa me explicar nada”, diz Conrado que, ao encontrar a avó, promete conseguir um estágio no escritório do sogrão.

As novidades da vida pessoal de Lygia (Malu Galli) não agradaram em nada ao chefe, Dr. Sarmento (Tato Gabus Mendes). O caretão implica com a ideia de a nova empregada da tubaroa ser Penha (Taís Araújo), justo a protagonista da história da sopa: “E tinha que ser justamente essa empregadinha? Com tanta doméstica por aí! Pegasse qualquer outra, né?”

As palavras de Sarmento soam como um pisão no calo de Lygia que responde a altura da ofensa: “As domésticas não são coisas, doutor Sarmento, pra gente ‘pegar por aí’. A Penha é uma mulher muito especial. Não foi o senhor que disse que eu precisava me dedicar mais ao trabalho? Pois agora eu vou poder, com a ajuda da Penha”.

Só que a história não acaba por aí não. Quando Lygia acha que seus problemas acabaram, o chefinho informa que a advogada será transferida para a capital paulista, dando o maior susto na funcionária: “A senhora já pode então atender aos nossos clientes de São Paulo. A partir de agora, a doutora passa a semana lá.”

Esses políticos, heim? Nem deu tempo de Otto (Leopoldo Pacheco) virar candidato a deputado, e já rolou aquele bafo! Depois de ficar na maior saia justa em público por causa de uma desconhecida na festa do partido, o empresário tenta dar um jeito de contornar a situação.

Cercado por assessores, o milionário diz que a moça deve ter sido contratada pela oposição para provocar o escândalo. Otto garante ter feito o pagamento ao hospital, mas a convicção acaba quando um de seus assessores confirma que houve um desvio da última parcela da verba para uma conta particular.

Máslova (Aracy Balabanian) comenta a confusão com Conrado (Jonatas Faro) que se mostra estranhamente tenso e avisa: "Vou nessa, vó. Vou cair na noite curitibana. E eu tô vazando pra não me queimar! Fui!"

Depois de ter que enfrentar o agiota com quem Sandro (Marcos Palmeira) se meteu, Penha (Taís Araújo) chega em casa soltando fogo pelas ventas. Sem perdão, ela vai direto para o quarto soltar os cachorros para cima do verdadeiro culpado de tudo.

“Tu é covarde! Tá enfiado aqui em casa, se escondendo! Esperando que eu pague a tua dívida”, reage a empregada, revoltada. Ela confessa que no fundo deveria mesmo é dar queixa na polícia e cortar o mal logo pela raiz.

O vascaíno implora que ela não faça isso, senão ele vai acabar mesmo é morto. “Eu só queria dar uma vida melhor pra tu, pro Patrick, pros teus irmãos... Me perdoa, neguinha... eu te amo tanto”, implora Sandro.

Mas Penha não quer saber de papo com ele. A empregada avisa que vai pagar a dívida e depois ele vai para a rua: “Nunca mais quero ter que olhar pra tua cara!”

Depois de sofrer com a partida de Conrado (Jonatas Faro), Cida (Isabelle Drummond) fica nas nuvens ao reencontrar o gato no Rio. Sem saber que o playboy foi expulso de casa pelo pai e está interessado mesmo é na grana que ele pensa que ela tem, a gatinha está mais apaixonada do que nunca. Pobre Cida...

"Aproveitei que o jatinho do meu pai tava vindo pro Rio e voei pra cá", mente ele. "Achei que nunca mais fosse te ver", confessa Cida, iludida com o bonitão. Depois de pegar geral em Curitiba, Conrado ainda tem a cara de pau de dizer que não ficou com ninguém durante a viagem. "Eu só pensava em você", diz o safado, tão falso quanto uma nota de três reais.


Com a chantagem de Chayene (Claúdia Abreu) para cima de Fabian (Ricardo Tozzi), o bofe não teve escolha senão anunciar que os cantores estão, de fato, namorando. Porém, se a rainha do forró achou que fosse fácil laçar esse gato, está muitíssimo enganada.

Na casa da perua, o suposto casal se reúne com Simone (Marília Martins), Laércio (Luiz Henrique Nogueira) e Tom Bastos (Bruno Mazzeo) para fecharem um acordo de como funcionará o suposto namoro.

O príncipe das domésticas promete não deixar barato! Para aperrear a paciência de Chayene, ele exige que sua empresária esteja presente em todos os encontros do casal e ela logo se manisfesta: “E como a gente vai namorar na presença desse pirarucu seco?...Tu vai ter que comparecer aqui em casa dia sim, dia também! E venha cheim de amor pra dar...”

No meio dessa confusão, Rosário (Leandra Leal) entra para servir o cafézinho e ao invés de agradacer, só deixa todo mundo grilado. “Será que ela ouviu? Sim, porque hoje em dia, com essas redes sociais, não tem mais farsa que se sustente!”, comenta Tom.

Rosário (Leandra Leal) está  completamente desligada e viajando em seu mundinho próprio enquanto lava louça, quando o gato da sua vida, Fabian (Ricardo Tozzi), aparece e entra sensualmente na cozinha.

Como todo famoso, ele se prepara para sair camuflado pela rua e coloca o boné para se disfarçar. A doméstica, que não é boba e faz de tudo para tirar uma lasquinha de seu muso, o acompanha até a porta. E como quem não tem cão caça com gato, Rosário logo puxa papo com o cantor: “Deve ser divertido viver se disfarçando, fugindo dos fãs...”

Ela ainda aproveita a presença do ídolo para fazer um pedido: “Fabian, não conta para Chayene do nosso, quer dizer, do beijo que eu... Por muito menos ela bateu na Penha!”.


É noite de cinderela para Cida (Isabelle Drummond) e ela sonha em viver seu conto de fadas ao lado de Conrado (Jonatas Faro). O príncipe chega cedo para buscá-la na mansão Sarmento e, com medo de que ele entre na casa, ela faz a meiguinha e diz que já está saindo.

Em cima de sua cama, a realidade lhe bate na cara: um vestido velho e simples pronto para o encontro. Com a ajuda de Valda (Dhu Moraes), a arrumadeira se veste apressadamente e, como diz o ditado, a pressa é a inimiga da perfeição... Resultado: o antigo pedaço de pano se rasga por inteiro. “Ih, minha filha, o vestido rasgou todo, olha aqui...”, se comove a madrinha.

Desesperada, a mocinha recorre ao armário de Isadora (Giselle Batista) e, com a culpa pesando em sua consciência, pega um vestido da patricinha emprestado e jura: “Ai, amiga, só mais essa vez! É a última, prometo!”

A coisa tá feia pro lado de Penha (Taís Araújo)! Ô mulher para ter problema nessa vida! Dessa vez, a gata descobriu que o tamanho de sua dívida é desesperador, somando o total de R$ 6 mil.

Elano (Humberto Carrão) coloca tudo que Penha deve na ponta do lápis e soma: juros do cartão, débito com agiota e a grana dos pedreiros. Em meio a essa bola de neve, a empregada fica sem saber o que fazer: “Seis paus? Como é que eu vou arrumar essa grana?”


Na boate com Conrado (Jonatas Faro), Cida (Isabelle Drummond) tenta não parecer tão peixe fora d’água. Mas a máscara da mocinha cai quando ela ouve uma voz de mulher chamando por seu nome. É a cobra da Brunessa (Chandelly Braz), que faz questão de falar com a rival. Por sorte, nessa hora Conrado foi pegar uma bebida.

“Hum, toda trabalhada na grife, só roupa de marca... bolsa da Galerie! Assaltou o armário da patroa, Cida?”, implica Brunessa. A gata fica em pânico com o risco da invejosa abrir o bico para Conrado.

Se divertindo com a saia justa da arrumadeira, Brunessa pede licença a Conrado, que já voltou do bar, e manda a real: ou Cida dá a bolsa, ou a periguete conta ao playboy que a namoradinha dele ganha a vida de avental!

Se hoje Chayene (Cláudia Abreu) é a rainha do eletroforró, o passado da diva do Piauí é tão tenebroso quanto uma faxina malfeita! Antes de se tornar a soberana do ritmo, ela era a reles vocalista de uma banda de forró. Apesar do pouco glamour, a cantora já fazia sucesso com a música "Voa, voa, brabuleta".

Ao lado de Laércio (Luiz Henrique Nogueira), fiel escudeiro desde os primórdios da carreira da musa, Chayene assiste a um vídeo e relembra como começou sua carreira bafônica. "Pra mim, aquela foi a melhor época", diz o capacho. "Claro, eu era sua empregada, e não o contrário!", emenda Chayene.

"Mas aí eu fiquei maior que a banda, comprei a banda de tu, cabei com a banda, larguei de tu, e hoje, Laércio, tu trabalha pra mim! A melhor época de minha vida inda tá por vir!", diz a cantora, gargalhando. Ela é diva!

Lygia (Malu Galli) acorda dando graças a Deus por ter contratado Penha (Taís Araújo), quando encontra um belo café da manhã a sua espera. Quem azeda tudo é Alejandro (Pablo Belini), apavorado por ter acabado de descobrir que perdeu a grana que sacou do banco.

O casal começa a procurar o dinheiro desesperadamente nas roupas, no chão, em tudo quanto é lugar. Lygia pergunta a Samuel (Miguel Roncato), que afirma não ter visto nada e solta, maldoso: “Será que a grana não sumiu aqui dentro?“.

Só que Alejandro se lembra da conversa que teve com Samuel, na qual o garoto conta que foi sorteado na escola do nada e acabou ganhando um tablet. Encucado, ele chama Samuel para conversar: “Eu tô achando muito estranho você aparecer com um computador novo no mesmo dia em que some uma grana alta dentro desta casa!”.

Na defensiva, Samuel joga a responsa para o lado mais fraco: "Estranho é você desconfiar de mim, quando tem uma pessoa nova trabalhando aqui! A mamãe tá com medo de perder a ‘empregada perfeita’, mas quem pegou essa grana pode muito bem ter sido a Penha!".  Enquanto padrasto e enteado discutem, a coitada da Penha passa no corredor, acaba ouvindo tudo e descobre que é a principal suspeita pelo sumiço da grana.

Namorando Fabian (Ricardo Tozzi), Chayene (Cláudia Abreu) está de novo no auge. O problema é que a rainha do forró não quer só um relacionamento de fachada com o gatão. O que ela quer mesmo é chegar logo aos finalmentes com o príncipe das domésticas. E para Chayene nada é impossível!

Simone (Marília Martins), irmã de Fabian, sempre empata o encontro entre Chayene e o astro romântico. Pensando nisso, a diva encontra uma maneira de se livrar do encosto e abocanhar de vez seu peixão! Em uma agradável tarde na piscina de sua mansão rosa pink, Chay arma para Simone e coloca sonífero em um drinque que vai servir à convidada. Laércio (Luiz Henrique Nogueira) flagra e condena a atitude da amada.

"Tá com muita opinião prum secretário, Laércio! Sirva os drinques e depois suma por pelo menos duas horas! Não quero nenhum urubu agourando a minha tarde afrodítica", ordena a rainha ao súdito fiel, sem saber que vai levar uma rasteira do próprio Laércio. Ele mistura o drinque de Chayene ao de Simone. Parece que a soberana do Piauí vai dançar...

Ao  oferecer o drinque a Simone, Chayene debocha: "Será que tu é mulé de encarar essa batida? Chamam de Lasqueira, mas eu chamo de Cosquinha". As duas tomam de um gole só e ficam pra lá de lesadas. "Tá me dando uma molura", reclama Chay, vítima do próprio veneno. Antes de capotar, ela tenta chamar o responsável pelo fracasso de seu plano. "Laééé...", diz, bocejando de sono.

Mentira tem perna curta e Cida (Isabelle Drummond) sabe disso. A gatinha decide finalmente contar para Conrado (Jonatas Faro) qual é sua relação com os Sarmentos e marca um encontro com ele na praça do condomínio. O problema é que na hora em que ela vai confessar que é a arrumadeira da família, Rodinei (Jayme Matarazzo) aparece por lá, deixando Cida em pânico! E agora?

Cida pensa rápido na tentativa de evitar o pior. Ela deixa Conrado no vácuo e chama o ex-namorado para levar aquele papo. "Foi por esse pleiba que cê me trocou?!", cobra Rodinei, fulo da vida.  "Ele sabe que cê trabalha em casa de família?", provoca. Cida fica pálida de tensão e aguenta ouvir os maiores desaforos dele. Quando Rodinei vai embora, ela volta a falar com Conrado.

"Esquece o entregador, linda, eu tô mais interessado em saber: o que você tem para me falar?", pergunta o playboy. Sem saída, Cida acaba aumentando ainda mais a mentira. "Falei de você pros meus pais de criação, eles querem te conhecer", mente mais uma vez.


Ô bichinha arretada de determinação! Rosário (Leandra Leal) está disposta a seguir seu sonho de ser cantora e resolve gravar um cd no estúdio de Kleiton (Fábio Neppo). Não é a produtora mais chique que existe, mas, para a cozinheira, é o que tem pra hoje.

O produtor dá algumas dicas para incrementar a melodia e, mesmo tomada pelo nervosismo, Rosário se esforça para deixar seu álbum profissional. Para completar, ela lhe entrega algumas fotos para a a capa do cd.

"Tá boa, sim. Agora, se aquele Fabian versão ninja que tu namora ficar com ciúmes de todos os caras que babarem por você... Cê vai ter trabalho, viu?", brinca Kleiton, que não para de babar em cima da fotografia.


Depois de entregar seu cd para Fabian (Ricardo Tozzi), Rosário (Leandra Leal) tem certeza de que finalmente seu dia chegou. Esperta, a cozinheira fica ligada nas conversas do cantor com Tom Bastos (Bruno Mazzeo) e descobre que seu ídolo quer apresentar uma nova cantora durante o show em Macaé.

Rosário fica se achando e até liga para Sidney (Daniel Dantas) para avisar que vai cantar com Fabian. Para completar a viagem da empreguete, o cantor ainda a convida para ir ao show com ele.


Literalmente nas nuvens, Rosário assiste ao show da coxia quando Fabian avisa aos seus fãs que vai convidar uma jovem cantora talentosa para dividir o palco com ele. “Vem cantar a nossa música, bonita”, convida o cantor-galã.

Mas quando ele se aproxima, Rosário se dá conta que na verdade Fabian está puxando a atriz Daniele Suzuki, uma das apresentadoras do festival, para subir ao palco e não ela. Rosário fica p-a-s-s-a-d-a, com a cara no chão! É, mais uma vez a cozinheira não conseguiu realizar seu sonho.


Com Chayene (Cláudia Abreu) ninguém pode! Nem mesmo sua briga com Tom Bastos (Bruno Mazzeo) ou perebas no rosto impedem que ela suba ao palco e arrase!

O show da banda Calypso está bombando quando Joelma convida Fabian (Ricardo Tozzi) para cantar uma música com ela. O galã sobe ao palco com Danielle Suzuki para delírio dos fãs.

Mas, antes que eles abram a boca, Chayene invade o palco com dançarinas vestidas de odaliscas. Muito esperta, a cantora também usa um véu para disfarçar seu probleminha de pele. “Dá licencinha aqui, amadinha, a dona do frango chegou!”, avisa a diva do forró.


Para completar o circo, Chayene pede um beijo de Fabian. “Sem véu!”, diz o príncipe, querendo derrubar a banca da falsa namorada. Para evitar que todos vejam seu rosto, cantora tasca um beijaço no cara.

Depois que Conrado (Jonatas Faro) entrou para a família, Sarmento (Tato Gabus Mendes) só pensa em se reerguer com a ajuda da empreiteira de Otto Werneck (Leopoldo Pacheco).

Como ainda não conheceu o empresário pessoalmente - Conrado está fazendo de tudo para evitar esse encontro -, o tubarão pede a Humberto (Rodrigo Pandolfo) um levantamento pesado sobre as atividades da empresa do pai de Conrado.

O megaempresário fica eufórico quando descobre que a Construtora Amaro Werneck está entrando com tudo no Rio de Janeiro. Humberto diz que Otto vai precisar de apoio jurídico e Sarmento contra-ataca: “E quem poderia oferecer melhor assessoria à Construtora Amaro Werneck se não o Escritório Sarmento?”.

A vida prega cada uma para cima de Penha (Taís Araújo) que não é brinquedo, não. Fazendo a limpeza diária na casa de Lygia (Malu Galli), a doméstica abre a máquina de lavar roupa e encontra um montão de notas de R$100 misturadas com as peças molhadas.

O cérebro de Penha começa a fritar com tanta coisa que lhe passa na mente. Ela se lembra da grana preta que sumiu de Alejandro (Pablo Belini), da sua dívida enorme com o banco... Mas a consciência fala mais alto e a bela sai gritando pela casa avisando que encontrou o dinheiro perdido.

No telefone com a tubaroa, a digníssima empregada conta tintim por tintim e recebe a gratidão de Lygia: "Eu nunca vou me esquecer desse seu gesto, Penha. Muito obrigada mesmo!". Porém, como tudo nessa vida tem seu preço, Penha aproveita a ligação e pede para sair mais cedo do serviço. E agora, patroa? Hora de correr e voltar logo de São Paulo para dar comida às crianças.

Mas, para a surpresa de todos, Chayene está linda, loira e com pele pêssego. “Amadinhas, eu acabo de me curar instantaneamente de minha perebíase! E sabem o que é isso? É o milagre de amor!”, declara Chay. “A gente ainda tem muito o que aprender com a Chayene”, diz Tom Bastos ao ver a cena.


Depois de fazer as pazes, Inácio (Ricardo Tozzi) e Rosário (Leandra Leal) passam a noite juntos. Tudo está as mil maravilhas até que o gato conta todo animado. “Você não vai mais precisar cozinhar pros outros. Nem ficar gravando CD, bajulando cantora maluca pra ganhar a vida. Eu e o teu pai, a gente virou sócio. Nós tamos comprando o bufê.” Inácio propõe a Rosário trabalhar com os dois homens de sua vida, ele e Sidney.

A cozinheira não disfarça o desapontamento com os planos de Inácio para sua vida. “Meu trabalho é cantar! Eu quero minhas músicas tocando no programa do Gentil... Quero ir no Faustão, no Caldeirão, tomar café com a Ana Maria Braga... E não servir café pra ela...Eu não quero ter uma casinha aqui no Borralho e um monte de filhos. Esse é o seu sonho, meu amor, não o meu”, diz Rosário.

Inácio fica desapontado, mas para não perder a gata, ele sugere uma trégua: “Você tenta por um ano a vida como cantora. Se não conseguir, nós vamos viver do meu jeito.” Rosário fica radiante com a proposta e topa na hora!


Realmente, a vida de Penha (Taís Araújo) não é mole. O que parecia um simples dia de trabalho acaba se transformando em uma confusão só. Lygia (Malu Galli) está trabalhando em São Paulo quando a advogada recebe uma ligação avisando que Samuel (Miguel Roncato) foi parar no hospital depois de beber todas em uma festa! Fula da vida, ela cobra explicações de Alejandro (Pablo Belini), que estava responsável pelo menino e não o viu escapar.

Alejandro fica sem palavras e a tubaroa manda que ele voe para o hospital e cuide do menino. Só tem um problema, o bonito tem que ir a Receita Federal providenciar o passaporte de Manuela (Bia Passos).


A confusão está armada! Acaba sobrando para Penha, que ouve tudo e resolve tirar a patroa do sufoco: “Deixa que eu cuido disso pra senhora! Não esquenta, não, depois a senhora conversa direito com ele. Essa garotada é assim, se a gente não fica em cima...”.

Parace até que a coitada estava advinhando. A empregada recebe ligação de Alana (Sylvia Nazareth) dizendo que Patrick (Mc Nicolas) arrumou confusão na escola e só poderá sair com o responsável. Acaba que Sandro terá que resolver o quiproquó...


CHEIAS DE CHARME (RESUMO DOS CAPÍTULOS) Parte 2

AGORA VEJA CHEIAS DE CHARME (RESUMO DOS CAPÍTULOS) Parte 2

RETORNE AO MENU PRINCIPAL
RETORNE AO MENU PRINCIPAL

Nenhum comentário :